Balneário Camboriú / SC - terça-feira, 22 de agosto de 2017

Olheiras

Olheiras, no dicionário Aurélio: S. f. pl. Manchas escuras ou azuladas que aparecem nas pálpebras inferiores, em conseqüência de enfermidade, insônia, ou cansaço físico ou mental.
 
Muita gente não sabe, mas essas razões são apenas parte da verdade. As olheiras surgem por esses e alguns outros motivos que veremos a seguir:

As causas

1. Vascularização
Algumas pessoas, por questões genéticas, têm grande número de vasos sanguíneos sob a pálpebra inferior. Como a pele da pálpebra é muito fininha, consegue-se enxergar esses vasos por transparência. Se essa for a causa da olheira, ela tem um tom arroxeado.

Além disso, os vasos sanguíneos dessa região são estreitos e frágeis. O fluxo de sangue é lento e pode haver escape de células sanguíneas para fora dos vasos. As células "perdidas" são destruídas pelo organismo. Como produto das reações químicas envolvidas na destruição, surge um pigmento marrom, a hemossiderina. O acúmulo de hemossiderina acentua as olheiras.  Nesse caso, a olheira fica acastanhada.

Qualquer estímulo que cause dilatação dos vasos acaba aumentando as olheiras. É o caso da bebida alcoólica e, nas mulheres, da época perto da menstruação.

2. Pigmentação
Por causas genéticas, algumas pessoas acumulam melanina na pálpebra inferior. Esse pigmento acastanhado escurece a área. A idade e a exposição ao sol também aumentam a quantidade de melanina de toda a pele, inclusive dessa região, acentuando a olheira.

A maioria das olheiras é causada por esses dois fatores citados, mas existem outros que podem influenciar. Eles aparecem a seguir:

3. Espessura da pele da pálpebra inferior
Quanto mais fina, mais visível serão os vasos sangüíneos. Portanto, também se enxerga com facilidade a hemossiderina que se acumula, mesmo em pequena quantidade. Como a pele fica mais fina com a idade, o problema vai aumentando.

4. Hereditariedade

5. Sol
O bronzeado acentua a pigmentação, aumentando as olheiras.

6. Cansaço
Ao contrário do que se pensa, quando a pessoa fica cansada, não são as olheiras que escurecem: é a pele do rosto que fica pálida e o contraste deixa a olheira mais visível. Solução nesse caso: em vez de trabalhar tanto e dormir tão pouco, ganhar na loteria e ir morar em uma praia paradisíaca.

7. Alergia
Pessoas com rinite, dermatite atópica ou asma têm mais olheiras.

8. Configuração óssea
Algumas pessoas têm olheiras porque os olhos são mais fundos. Nesse caso, o preenchimento com ácido hialurônico ajuda.

9. Bolsas de gordura
Não são propriamente olheiras, mas também incomodam. Variam de tamanho de acordo com a tendência pessoal e costumam aumentar com a idade.


Os tratamentos

1. Compressas geladas com chá de camomila ou chá verde
Contraem os vasos e melhoram as olheiras causadas por excesso de vascularização. Cremes com derivados da camomila, como o alfa-bisabolol ou o azuleno, são úteis. O efeito, apesar de bom, é temporário. 

2. Luz pulsada ou laseres de ação para pigmento
Suavizam as olheiras que surgem por acúmulo de pigmento. A luz pulsada também reduz os vasos da região. São necessárias 4 a 6 sessões, uma por mês. A pálpebra fica avermelhada e um pouco inchada. Em alguns casos, surgem casquinhas.

3. Laser com ação vascular
Esse tratamento destrói os vasos que causam a olheira. É eficaz caso o principal motivo do problema seja vascular.

4. Evitar o sol

5. Usar cremes
São várias opções: renovadores celulares, estabilizadores vasculares, que melhoram a circulação e inibem sangramentos, clareadores e tensores. O efeito de um creme anti-olheiras varia muito de pessoa para pessoa.

(fonte: Veja Online - Coluna Espelho Meu)